quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Tênis: aberto de Toronto

Os ingressos estão sendo vendidos rapidamente e já comprei os meus. A Roger's Cup (Master Series de Toronto da associação masculina de tênis profissional) vai ser só no final de julho, mas a procura é grande.

O complexo é novo e enorme. Nunca estive num espaço desse nível -- já assisti a vários campeonatos de tênis no Brasil e a infra-estrutura não tem nem comparação -- e não vejo a hora de estar lá. Também faz tempo que não vejo grandes tenistas de perto. No Brasil, acho que meu ponto alto foi o Boris Becker, além dos principais tenistas brasileiros das antigas e alguns de nível médio de vários países. E sim, só para frisar o quanto estou velha, eu vi o Bjorn Borg e a Martina Navratilova ao vivo... Meus ídolos! Mas nada se compara à chance de ver o melhor tenista de todos os tempos, ou qualquer um dos 10 ou 15 primeiros do ranking mundial, que certamente vão fazer a quadra tremer. Quem nunca viu jogos desse nível ao vivo mal imagina a sensação que é aquilo. É como ver um show de rock ao vivo, em comparação com ouvir um CD.

Os ingressos são caros à beça, sobre tudo nas rodadas finais. Então optei por comprar lá no alto do galinheiro mesmo, mas o melhor lugar dentre os piores: central e na primeira fileira acima dos camarotes (pelo menos sem ninguém na frente, já que vou estar na estratosfera...) Comprei para dois dias: uma das semi-finais e a final. Alô alô, senhor Roger: por favor faça bonito e esteja presente nos dois, hein!

O sisteminha para escolher o lugar é muito show. Clique aqui para abrir o mapa do estádio. Meus lugares são no setor 303 (nível 300), fila A. Clicando no setor, abre-se a simulação do que eu vou ver.

Finalmente consegui um motivo para desejar que o verão chegue logo.

Nenhum comentário: