terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Sutilezas da língua inglesa

Nosso inglês melhorou consideravelmente aqui. Eu demorei para soltar um pouco mais a língua, que de vez em quando ainda dá nó, mas minha fluência aumentou muito com a turma do tênis, o trabalho voluntário no asilo e as interpretações comunitárias. (O Gustavo nem se fala, tendo e dando aulas em inglês, mas eu saio pouco de casa.)

Mas há sutilezas que a gente demora a pegar, pois só reparamos nelas quando causam alguma dificuldade na comunicação. Comigo, percebi que elas tendem a envolver preposições ou certas combinações de preposições ou pronomes com advérbios ou substantivos -- enfim, sintagmas como as tais "prepositional phrases" ou "phrasal verbs" e coisas que o valha. Quer dizer: tem certas palavrinhas gramaticais que nem sempre transmitem o significado que eu esperava, quando combinadas.

Uma das primeiras diferenças sutis porém importantes que aprendi foi nas primeiras vezes que eu disse de que vivia. Sou tradutora independente ("frila" -- eca, palavrinha feia) e trabalho em casa, via internet, para clientes em qualquer lugar do mundo. As primeiras vezes, eu disse que "I work at home". Mais de uma vez reparei em olhares de peninha. Demorou uns dias para cair a ficha: "I work from home!" Digo isso e todo mundo abre um olhão e acha o máximo. Com "at", fica a impressão de que eu trabalho cuidando da casa (e talvez eventualmente faça alguma tradução). Com "from", eu sou uma profissional tão bem-sucedida que nem preciso me locomover até um escritório externo. Faz toda diferença.

Agora há pouco, a coordenadora de serviços voluntários no asilo me mandou um e-mail perguntando se eu posso ajudar em uma atividade especial na quinta-feira, dia 4. Hoje é terça, dia 2. Respondi que sim, posso. "Yes, I can help Bessie next Thursday." Ela logo me respondeu para deixar claro que: atenção, essa atividade é "this Thursday, December 4th". Só então percebi que "next Thursday" significa "na quinta-feira da semana que vem". Achei meio bizarro; se hoje é terça, "nesta quinta", "na quinta que vem" ou "na próxima quinta" em tese são a mesma coisa. Pelo jeito, não são.

Sem contar todos os on, in, at e afins. I'll meet you in January, on a Saturday, at the corner of Yonge and Dundas. Em geral, já saem sem termos que pensar muito, mas volta e meia uma dessas preposições nos pegam de surpresa e, se o gringo não confirmar as informações, pode rolar um desencontro.

17 comentários:

Barts disse...

Até a gente pegar as sutilezas da lingua que nao é nossa, dá um trabalho danado ... mas acho gostoso isso de ir aprendendo na pratica uma lingua, uma cultura.

So que teu post me lembrou uma comunidade do orkut

Do que eu mais gosto: comer, os amigos

Ah, a diferença que uma virgula faz!

Daniduc disse...

Como eu comentei no post errado, comento de novo aqui... Arf, será que alguma dia chegarei no estágo de ficar notando sutileza no holandês?

Isso parece um sonho distante no momento... agora eu to mais preocupado em dizer "por favor, meio quilo de uvas" sem obter uma resposta imediata em inglês...

Gus disse...

ou

"por favor, Sinterklaas, eu fui um bom blogueiro, me traz um chocolate?"

;)

Barts disse...

E meu nome é wallace, caso o sr. nao saiba qual a primiera letra do meu nome, e´ dabliu, dois ves

Gus disse...

huahuahuahuahua

Gus disse...

Pera aí, Barts. Tá errado. Devia ser UÁlace. UA, os dois juntos. O mais novo ditongo da língua portuguesa.

Isso se o Houaiss não tiver acabado com os ditongos também...

Daniduc disse...

"Sinterklaas, ik was een goede blogger, mag ik graag een chocoladeletter?"
Sinterklaas chega de repente:
- Hohoho, my son, but of course!
- Uh... Sinterklaas, waarom u geen Nederlands tegen mij praat? Ik kan Nederlands begrijpen!
- Of course you do. Zwarte Piet, Give this good blogger a nice big chocolate letter!
- Sinterklaas!
Nisso interrompeu o Zwarte Piet:
- There you are, a D for you. Don't eat it all by yourself, alright? You have to share you wife!
OSinterklaas já ia se indo com seu cavalinho...
- Hohoho, let's go, Amerigo!

Nops, não. Ainda tenho que estudar muito :(

Daniduc disse...

-- (You have to share with you wife!) --

Carol disse...

Bom, olhando daqui de longe, seu holandês até que parece bastante bom, viu?

Quanto ao ato falho do "share you wife", recomendo que você marque uma looooonga consulta com o Dr. Freud para conversar sobre isso.

Gus disse...

Poxa, Dani, mas você perdeu uma ótima oportunidade, afinal você poderia ter dito que seu nome era UÁllace.

Mas tudo bem, hoje em dia com a internet e tal o Sinterklaas deve ter acesso a todos os seus dados lá da Espanha. E se ele pegasse você no flagra, você ia ter sorte se recebesse no ano que vem um salzinho sequer. Os Zwarten Pieten (ou seja lá como for o plural dos ajudantes de papel noel em holandês) poderiam ficar bem nasty. Por exemplo: poderiam passar o resto do ano (quando não estão trabalhando, devem ficar na praia) mandando para o seu blog um monte de spam no nome da Carol com umas ofertas de viagra, software pirata, e casas de veraneiro em Ibiza...

Gus disse...

Na sua opinião, qual é a do Zwarte Piet?

(a) ele está com segundas intenções;
(b) ele andou faltando às aulinhas de inglês lá na Espanha para ir para a praia;
(c) ele acha que você não fala holandês e/ou inglês direito;
(d) merece uma bifa para deixar de ser engraçado;
(e) todas as anteriores.

Daniduc disse...

Carol, pra vc ver a sutileza da língua inglesa... foi faltar um "with" que pumba, sacaneou um comentário tão inocente e já ganhei consulta marcada com o Dr. Fróidi.

Gus, quero nem saber não, pra mim é bifa no safado. Ai aproveitamos e pegamos as letras de chocolate todas do cara, que eu acho q surrar o ajudante do Sinterklaas vai resultar em saquinho de sal por gerações...

Gus disse...

Dani,

sem querer ser palhaço mas já sendo, só Freud explica, hahaha. Não se trata de sutileza da língua inglesa; tente dizer em português

Olha, não é para comer sozinho, você tem que partilhar sua mulher...

soa estranho da mesma forma, né?

Nudge, nudge, know what I mean??

:):):)

Daniduc disse...

Grunfs. Comentar aqui no Carol e Gus é perigoso, com o Dr Froidi interpretando os erros *inocentes*. Só me resta a saída tradicional e clássica: bifa pra todo lado, especialmente no Dr. Froidi, aquele velho "batuta" (rejeita os miseráveis... hey, boa trilha sonora agora: Papai Noel Velho Batuta. Conhecem? http://www.youtube.com/watch?v=qoeOiHWDx7c - Interprete ISSO velho batuta :)

Daniduc disse...

(vcs conheciam garotos podres, não? ou isso é coisa de paulista, hehe?)

Gus disse...

Oi Dani,

eu ouvi falar nisso sim, mas a referência é muito distante para me dizer alguma coisa... acho que eram uma banda nos anos 80 do estilo Ratos do Porão, certo?

Ou talvez não...

Gus disse...

HAHAHAHA

Fui apresentado aos Garotes Podres - "papai noel porco capitalista presenteia os ricos e cospe nos pobres!" Cara, isso é muito insano....