terça-feira, 25 de novembro de 2008

Outono-inverno 2008-09: a primeira nevasca

No dia 20 de novembro caiu a primeira neve de verdade. Uns 10 centímetros, começando no fim do dia e terminando de madrugada.

Bonito ver tudo branquinho novamente.

Tirei as primeiras fotos antes de dormir. Fica um silêncio diferente quando está nevando, e ver os floquinhos caindo é hipnótico.

Na manhã seguinte, acordamos já ouvindo a pá da Jane bem embaixo da nossa janela. Já tínhamos posto o despertador cedo para sair para ajudar, mas não adianta: ela sempre começa uma hora antes da gente acordar. Mas saímos para limpar os caminhos em volta da casa e a calçada antes que as crianças pisoteassem tudo indo para a escola. Era a tal da wet snow, a que fica mais bonita de fotografar pois fica grudadinha em tudo, mas é meio chata de limpar -- é mais pesada do que parece e rapidamente gruda no chão, gruda na pá, vai ficando dura.

É claro que alguns dos nossos vizinhos folgados não limparam a calçada, então algumas horas depois metade da calçada estava intransitável, coberta de placas de gelo. Enfim.

A neve durou alguns dias. Agora, há 3 dias a temperatura subiu um pouco, depois de umas duas semanas bem frias.

Foi pior. Concluí que a pior temperatura que existe é a de 3 a 5 graus positivos. Há dois dias está garoando, uma garoa gelada e fininha, que o vento empurra e molha nossas pernas. Com a umidade, a sensação térmica é de 10 graus abaixo da temperatura real. Ontem tive que sair para uma interpretação e xinguei muito o frio e a chuvinha. Tudo fica muito melhor a -5! A garoa vira neve e pronto, fica tudo sequinho.

Engraçado é que, quando saí para esse serviço, esperei o ônibus, fiquei com a calça toda úmida e tal. No ônibus, mandei um SMS para o Gustavo avisando que estava saindo e teclei: "Que tempinho de m*!" No mesmo ato, ouço um canadense atrás de mim falando pro outro: "Shitty weather, ey?" Não era só eu.

Agora derreteu tudo, só sobrou um pseudo-gelo sujo na sarjeta e muita umidade. Apesar da imensa solidariedade que sinto com os ingleses, estamos aqui torcendo para que o inverno de gente chegue logo.

3 comentários:

Daniduc disse...

Aeee! Deixou nossa nevadinha no chinelo! :)

Oia, a neve em Amsterdam é pouca, mas é nossa, sabe, com muito suor, muito sacrifício, conseguimos uns 2 cm de neve no fim de semana, só pra dizer que teve.:0) Meu sonho ainda era ver os canais todos congeladinhos...

Carol disse...

hahahah

Ah, mas isso é que conta: os seus floquinhos, caindo na frente da sua janela, para você fazer seus bonequinhos. Neve é uma coisa muito íntima e pessoal. Aliás, com 2 cm dá para deitar na grama nevada e fazer uns bons anjinhos de neve.

Agora, o curioso é que a gente está mais ou menos na mesma latitude, mas aqui é *muito* mais frio. E, por efeito dos grandes lagos, tem vezes que neva pesado, mesmo. Os jornais gostam de usar o verbo "dump": "tonight's soutwest winds will dump 20 cm of snow over..." E já vimos nevascas que dão essa sensação mesmo, de pás de neves sendo jogadas.

Isso que a turma de Ottawa e Montreal (para ficar aqui perto) caçoa dos torontonianos, que segundo eles têm pouca neve e nem sabem lidar direito com o que cai aqui. (Bah, todo mundo odeia os torontonianos, é muita maldade.)

Enfim, meus votos de neve branquinha e fofinha para vocês.

Anônimo disse...

AHHHHHHHHHHHHHH que saudade d´aqueles dias das pás e a máquina de soprar neve !!!!!!!!!!!!!!!!!!! Que linda a amora pendente outra vez toda careca e com a neve nos galhos !!!!!!!!! E as fotos noturnas do jardim da frente amarelinhas heim um SHOW . Essa é a época de curtir e compartir, o próximo inverno não perco não !!!! Tio Jojoba