quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Guaxinim 1x0 Jane

Como já falamos, no jardim lateral da nossa casa há uma ameixeira grande, cujos ramos ficam colados às nossas janelas do escritório e do banheiro.

As ameixas estão roxinhas, quase no ponto.

Naturalmente, chegaram os bichos mais malandros da praça, os guaxinins.

Ontem à noite, já bem tarde, ouvimos barulhos nos ramos. Enfiei a cara na janela e um bichinho mascarado ficou imóvel e olhou para mim, esperando minha reação. Mandei um beijinho e imediatamente ele continuou à cata de ameixas.

Na manhã seguinte (hoje), a Jane limpou os raminhos quebrados e as ameixas mordidas que ficaram pelo gramado.

Agora à noite, começamos a ouvir uns barulhos metálicos, bastante altos, bem embaixo da nossa janela e levamos um susto. Só então eu percebi que a Jane forrou todo o tronco e os galhos mais baixos da árvore com umas lâminas de metal (uns tubos largos de alumínio) que ela pôs abraçando os galhos.

Bingo: um guaxinim conseguiu arrancar uma dessas placas e subir por um pedaço de tronco que ficou descoberto.

Eu apareci na janela (agora munida de uma lanterna, pois é muito escuro lá fora) e ele me olhou já com aquele jeito de "ãhn, é você de novo" e nhoc nhoc nhoc nas ameixas.

Agora veio um segundo guaxinim, que rodou, rodou e não achava a subida. Enquanto isso, conformava-se comendo as váááárias ameixas que o de cima deixava cair. Até que afinal subiu.

Agora acho que estão de barriga cheia, porque não desceram mas também não estão fazendo barulho. Devem estar tirando uma sonequinha.

E amanhã a Jane vai encontrar o alumínio arrancado e várias ameixas comidas.

Vai ser uma luta dura.

Nenhum comentário: