sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Mapa das línguas de Toronto

(Da série Carol também é cultura)

The Star
publicou recentemente uma pesquisa feita para mapear as línguas faladas em Toronto (GTA, o que seria "a grande Toronto"). Basta passar algumas horas aqui para perceber que o inglês é a língua franca, mas que muita, muita gente mesmo fala outra língua em pequenos grupos por todo canto da cidade. A gente costuma dizer, meio na base do chute, que metade das pessoas não são daqui. Essa pesquisa confirmou que não chutamos muito longe, além de revelar detalhes interessantíssimos.

O mapa em PDF está AQUI. Ele pesa uns 20Mb, então demora um pouco para baixar.

Um resuminho do que achamos mais interessante:
  • O inglês é a primeira língua de 56% dos habitantes. Sim, pouco mais da metade. Portanto, quase a metade tem o inglês como segunda língua, mas sempre que pode se comunica na sua língua materna (o mapa lista 35 línguas além do inglês, dentre as 116 mais faladas no GTA). É isso que gera a sensação constante de que estamos na Disneylândia.
  • 1,2% da população tem o francês como primeira língua. Isso me surpreendeu, pois mostra que o intercâmbio entre as províncias de Ontário e Quebec é realmente mínimo (eu esperava bem mais).
  • Levei um susto ao constatar que a segunda língua mais falada em Toronto é o italiano (3,5% da população). Não sei onde é que esses italianos se escondem. Fora a pequena Little Italy, nunca ouvi ninguém falando em italiano. Tudo bem que, segundo o mapa, as regiões com predomínio do italiano ficam para o oeste e o norte, e nós estamos mais para o leste e o sul, mas acredito que os italianos também se locomovam. Enfim, talvez eles sejam mais quietinhos do que os ítalo-brasileiros.
  • A segunda e terceira línguas mais faladas são o "chinês" (3,2%, mas a língua exata não foi especificada) e o cantonês (3,1%). Tem ainda o mandarim, com 1,2%. É por isso que o Gustavo anda dizendo que o torontoniano típico é um chinês.
  • O português e o espanhol estão empatados com 2% cada, o que também não deixa de ser surpresa. Antes de vir para cá, eu esperaria ouvir mais espanhol do que português, mas realmente não é muito comum ouvir espanhol. E, com relação ao português, é mais comum ouvirmos a variante portuguesa do que a brasileira.
  • Onde nós moramos, além do inglês, as línguas predominantes são o bengali, o urdu e o cantonês. Basta ver a quantidade de lojas e restaurantes indianos (só locadoras de filmes indianos tem umas 3), além da quantidade de chineses.
O mapa também lista as línguas que mais estão se expandindo em função da imigração recente (últimos 5 anos). Quase todas são da Ásia e o Sudeste Asiático: urdu, chinês, punjabi, mandarim, tagalog, russo, farsi e o único representante do continente americano, o espanhol. As primeiras sete, somadas, representam 40% da imigração nos últimos 5 anos. Os falantes de espanhol representam 4,3%.

Nenhum comentário: