domingo, 20 de janeiro de 2008

Inverno verde

Na segunda semana de janeiro ocorreu um fenômeno comum aqui, uma inversão térmica esquisita causada por ventos quentes que vêm do sul. A temperatura chegou a +15 C, com muita chuva e neblina. As montanhas de gelo acumuladas nos jardins e à beira da rua derreteram todas. Para minha surpresa, a maior parte da grama que ficou mais de um mês sob neve reapareceu verdinha.

Aí, segundo os meteorologistas, os ventos do sul cederam à pressão do frio ártico, que "abriu as porteiras" e desceu com tudo. Estamos agora com -12, só que com sensação térmica de -27. Uma secura só. As folhas úmidas que ficaram pelo chão cristalizaram. O rosto racha. A garrafinha de água na mochila do Gustavo congelou quando ele voltou a pé da academia.

O céu está azul, quase sem nuvens. E a grama está verdinha (meio seca, mas ainda verde).

Quer dizer, nestas duas semanas eu precisei rever meus conceitos de inverno, e concluí que nada disto está fazendo sentido para mim.

Mas para esta semana estão prevendo uma boa camada de neve seca, o que talvez faça a realidade convergir com a minha expectativa de inverno. A verdade é que até agora ouvimos muito rufar de tambores, relatos de gente chorando de desespero por causa do frio absurdo, avisos para estocar alimentos e coisa e tal, mas por enquanto este inverninho esteve muito nhé-nhé-nhé, isso sim.

4 comentários:

Anônimo disse...

Pois é...nada como um inverno após outro!!.... Acostumada ao inverno tropical...

Anônimo disse...

Olá Carol e Gustavo, adorei seu Blog, mas fiquei na duvida, vcs gostaram da viagem, o que mais gostaram, recomendariam a outras pessoas?
Esperarei anciosa pela nova postagem

Marisol disse...

Estou amando ler os seus relatos. Dá um livro e tanto...

Marisol

Carol disse...

Obrigada, Marisol. A gente relata o que vemos e comentamos entre nós, e é legal saber que outras pessoas gostam :^)

"Anônimo", não entendi bem. De que viagem você está falando?