quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Orientais vs. médio-orientais

Uns 80% das lojinhas familiares do meu bairro pertencem ou a orientais (chineses e assemelhados) ou a médio-orientais/leste-europeus, se é que estes adjetivos existem (turcos, afegãos, indianos, paquistaneses e assemelhados).

Dessas lojinhas, mais ou menos metade responde pelo nome de "loja de conveniência", onde se vende tudo quanto é cacareco e alguns comestíveis, e a outra mais ou menos metade se chama "supermercado" (apesar de geralmente ser bem pequeno) e vende alimentos frescos e outros geralmente típicos desses lugares, mas tem um pouco de tudo.

Apenas com base na minha experiência num raio de poucos quarteirões ao redor da minha casa e sem levar em conta lojas de shopping centers nem franquias, tirei as seguintes conclusões (que não necessariamente valem como regra para as nacionalidades envolvidas etc e tal, mas são regidas apenas pela minha opinião pessoal etc e tal):
  • Os supermercados dos orientais são ótimos: têm tudo arrumadinho, fresquinho e barato.
  • As lojas de conveniência dos orientais são uma bagunça: dificílimo encontrar as coisas, de gosto altamente duvidoso e não necessariamente mais baratas.
  • Os supermercados dos médio-orientais são ruins: desorganizados, sujos, com cheiros estranhos e alimentos indecifráveis.
  • As lojas de conveniência dos médio-orientais são ótimas: organizadas, limpas, práticas e muito baratas. Fui em uma onde o dono/vendedor, de turbante, fez algo que eu não imaginava que existisse: auto-pechinha. Eu: "Quanto é este carrinho de feira?" Ele: "$18, mas está em promoção por $17. Mas para você faço por R$16." Eu. "OK." Eu pago. Ele: "Tome, vou te devolver o imposto. E tome uma lata de Pepsi de presente."
Barganha de país rico é uma coisa tão civilizada!

Um comentário:

Anônimo disse...

Hehehe -
O anonimo aqui eh o Tom.
Bom saber que vcs estao bem por ai!
Se vcs acham que tem bastante oriental por ai, viajem para a costa oeste do Canada... garanto que eles serao maioria asiatica em alguns anos...
Beijos e nos falamos logo.
Tom