segunda-feira, 7 de maio de 2012

TCAF 2012

TCAF é o festival de artes cômicas de Toronto (também conhecidas como "quadrinhos" entre quem não considera como arte... Aliás, não sei por que chamam de "artes cômicas", pois alguns temas são muito sérios, ou trágicos, ou eróticos... Enfim.) Acontece anualmente na biblioteca pública central da cidade, é grátis e com uma grande quantidade de expositores e artistas, incluindo oficinas, palestras e outros eventos.

No ano passado, eu acompanhei o Gustavo e não tinha nenhuma expectativa, mas achei o máximo. Há estandes de editoras grandes, mas o mais legal são os autores independentes que põem uma banquinha e exibem publicações caseiras enquanto rabiscam, pintam retratos dos visitantes e puxam conversa com quem se interessar. Foi exatamente assim que no ano passado eu conheci o Dave Kellett, que nos deu amostras do Sheldon. Eu passei a receber o Sheldon diário por e-mail e gamei! É a combinação perfeita de Calvin e Mafalda elevados a muita nerdice.

Este ano, eu não via a hora de ir de novo.

Entre os convidados de destaque estavam o Gabriel Bá e o Fábio Moon, dois brasileiros que são irmãos e desenhistas premiados. Nós também adoramos os diários de viagem do canadense Guy Delisle, a história de Louis Riel contada por Chester Brown e, naturalmente, o Gustavo acompanha vários outros autores.

Passamos três horas lá dentro, compramos alguns livros, conversamos com autores e observamos todo tipo de espécime, a maioria dos quais não dava para saber ao certo se estavam fantasiados de algum personagem obscuro de mangá interplanetário ou não. Este é o resumo fotográfico:


3 comentários:

Melissinha disse...

Quero ir!

Aqui há o Amadora BD lá para o fim do Verão, e é sempre uma festa. Começou assim, como esse, pequenino, mas hoje é um festival gigantesco cheio de gente muito colorida (literalmente: vestem-se a personagens).

Neste momento está a decorrer cá o Fimfa, festival de marionetas e formas animadas, também com coisas excelentes e extremamente trágicas.

Carol disse...

Esta quantidade de gente, para o padrão de Toronto, é muito! São dois andares e chega a ser difícil de transitar.

A grande Toronto (incluindo 5 cidades-satélites que foram incorporadas a Toronto uns anos atrás) soma 5 milhões de habitantes, então nenhum evento tem as quantidades que nós estamos habituados a ver no Brasil.

E sim, havia várias pessoas fantasiadas, mas eu não reconheci nenhum dos personagens...

brunocarrilho disse...

Muito legal o evento! As fotos estão ótimas!