sábado, 12 de maio de 2012

Desventuras lusitanas

É a Carol.

Estou dando um curso de legendagem duas vezes por semana no coração do bairro português de Toronto. É interessante ouvir tanta gente falando português pela rua e ver a quantidade de restaurantes e mercados portugueses e latino-americanos.

Mas, para mim, a interação com os portugueses dá sempre a impressão de que a interface está com algum defeito, ou de que você está tendo um sonho daqueles em que as pessoas falam a mesma língua mas não se entendem. As coisas mais triviais podem ser as mais difíceis de comunicar -- aliás, justamente as coisas triviais são difíceis, pois o discurso mais formal fica mais parecido.

A três quarteirões de onde eu dou as aulas fica uma filial da Nova Era, uma padaria maravilhosa. Os pastéis de nata são divinos e saem em tabuleiros às centenas. Os pães fresquinhos são espetaculares. Não tem jeito, estou passando lá duas vezes por semana. Às vezes eu tento não exagerar e não trazer uma caixa de docinhos para casa, mas quando faço isso o Gus pergunta "Ué, não trouxe natas hoje?"

Daí, na semana passada, fui comprar presunto para fazer uma lasanha. Olhei no balcão de frios e havia algumas opções. Veio a moça me atender.

- Oi, eu gostaria de 200g de presunto.

A moça põe a mão no presunto cru, então eu aponto para uma peça que tem toda a aparência do presunto cozido que eu quero.

- Esse é defumado?
- Sim, é defumado.
- Então 200g deste.
- Mas a senhora não queria presunto?
- É, quero presunto.

Ela começa a largar a peça e volta a pôr a mão no presunto cru. Eu interrompo:

- Eu queria deste daqui.
- Mas este não é presunto.
- Ah, não é? - fiquei olhando para a peça, pensando se talvez fosse peru, mas tinha muita cara de presunto.
- Não. Este é fiambre. (Pronunciado "fiámbre" com o "a" bem aberto, como em espanhol.)

Como eu conheço espanhol, meu cérebro fez as conexões e concluiu que o fiambre era o que eu queria.

Após receber meu pacotinho de presunto fatiado, fui até o balcão de salgados, onde há croquetes, bolinhos de bacalhau, coxinhas, etc. e também um enroladinho de queijo e presunto (o "joelho" no Rio).

- Queria também um destes de queijo e presunto.
- Este aqui não é de presunto, senhora.
- Ah, não? De que é?
- De fiambre.

T H E     E N D

2 comentários:

Monica Dias disse...

Oi Carol!
Estou adorando as dicas e add tudo nos favoritos pra conhecer...rs Me mudei para Toronto há 2 semanas com meu marido( que veio a trabalho) e ainda estou meio perdida com vontade de fazer tudo ao mesmo tempo!!
Moro em Trinity Belwoods bem perto do bairro português e sei bem do que vc esta falando...rs
Amei o blog e vou voltar sempre por aqui!
Beijo

Carol disse...

Oi, Monica!

Bem-vinda! Nós amamos Toronto e as pessoas daqui. Estamos aqui há 5 anos e continuamos descobrindo coisas legais ou anedóticas :-)