terça-feira, 29 de julho de 2008

Master Series de Toronto

O último fim de semana foi dedicado ao aberto de tênis de Toronto. Compramos ingressos para uma das semi-finais (sábado) e para a final (domingo). De quebra, vimos dois bons jogos de duplas também.

É claro que nós e todo mundo esperava ver Federer x Nadal na final. Tinha até uma faixa enooorme com a foto dos dois, no estádio. Não rolou, porque o Roger nos fez o favor de ser eliminado na primeira rodada. O Djokovic também caiu nas quartas.

Ficaram para as semi-finais: Gilles Simon e Nikolas Kiefer, Andrew Murray e Rafael Nadal. A primeira foi uma guerra, concluída no tie-break do terceiro set (foi o Simon que eliminou o Federer). Nós vimos a segunda.

O Murray eliminou o Wawrinka e o Djokovic, e vendeu caro para o Nadal a passagem para a final. Não que tenha sobrado muito dele após o primeiro set (que ele perdeu no tie-break), mas o Nadal teve muito trabalho. O Murray é muito mais técnico do que eu pensava, mas no segundo set ele teve um único game meio descontrolado que desequilibrou o jogo. E o Nadal... bom, o Nadal é um tanque. Também muito técnico e concentrado, mas em físico ele sobra, e muito, com relação a todos os outros.

No domingo vimos Kiefer e Nadal. Foi um jogo bem menos emocionante do que o da véspera. O Kiefer lutou para chegar na final -- a primeira dele em um Master Series -- mas não era páreo para o Nadal.

Mais emocionante foi a final de duplas, em que o canadense Daniel Nestor e seu parceiro sérvio Nenad Zimonjic derrotaram no terceiro set os irmãos Bryan, passando a ocupar o primeiro lugar no ranking de duplas.

Aliás, fica registrado que eu deixei de achar o Nadal um gorila arrogante. Na verdade ele é muito tímido e modesto, concentrado no jogo, altamente profissional e muito gentil com os adversários. (E é bom gostarmos dele, pois só vai dar Nadal nos próximos anos. Há um loooongo chão agora entre ele e todos os demais.)

Vamos às fotos.

Atravessando o campus da Universidade de York para chegar até o Rexall Centre.


Placa de inauguração do Rexall Centre, com os ganhadores até 2003.


A turma esperando para entrar. Ouvi uns canadenses dizendo que tudo estava muito desorganizado. Nós achamos tudo tranqüilíssimo...


Vista da área entre a quadra central e as demais, onde há comida, lojas, jogos, etc.


Vista de parte do campus de York desde o terceiro andar, onde estavam nossas cadeiras.


Logo antes da final.


Teve Oh! Canada interpretado por uma... ah... sei lá o que é aquilo, me deu um flashback de anos 80 que fiquei até com vertigem... Com direito aos mounties, of course.


A cada jogo, toca uma música diferente para os jogadores, sempre tema de filme: Rocky, Star Wars... Os da final entraram com a trilha de Superman. Primeiro o Kiefer...


... e o Nadal.


Início de jogo.


Eu tirei muitas fotos dos tenistas jogando, então montei um filminho para facilitar. É uma aula de técnica...

Um comentário:

Camilinha disse...

Ainda bem que o vuduzinho que vcs fizeram do meu querido Nadalzinho não deu certo.

Tadinho do menino, ele só quer ser feliz... rsrsrs