quinta-feira, 31 de julho de 2008

Feriado cívico

Na próxima segunda é feriado cívico.

Vão rolar umas paradas (o povo aqui adora parada, faz parada para tudo), a faculdade não tem aulas, no asilo onde sou voluntária há várias atividades.

Como bons futuros imigrantes, quisemos entender de que feriado se tratava, exatamente. Victoria Day foi mais no começo do ano, Canada Day foi dia 1 de julho, dia do trabalho é em setembro, Ação de Graças é em outubro. Alguém deve ter feito alguma coisa importante neste dia.

O Gustavo perguntou para um aluno que trabalha na prefeitura.

Sabe que feriado vai ter na segunda?

Feriado cívico.

Isso.

Estavam faltando feriados no verão. A galera quer ir acampar com os filhos e coisa e tal, mas não tem feriado. Então decretaram um feriado cívico aleatório.

Mas atenção! É cívico e não religioso, viu? Essa diferença é muito importante, aparentemente. Não é que nem no Brasil, aquela bagunça, em que um prefeito escolhe um santo umbandista qualquer e decreta feriado para ele. Aqui é cívico, com direito a parada.

Para nós, já está virando o feriado do Dia do Feriado: as pessoas celebram o fato de que é feriado.

E sempre cai numa segunda, é claro, que ninguém aqui é bobo.

3 comentários:

Barts disse...

Ahn, tipos ... é feriado só porque ser feriado é legal?

É o dia que se comemora o fato de nao irmos todos trabalhar?

As paradas acontencem porque .. errr... é legal desfilar na rua?

Nao pode ser, sinto muito ... vou googlar e ver qual é porque isso .. nao .. faz ... sentido ...

Pelo menso TODOS os feriados brasileiros tem uma razao - ainda que insana - de exisitr.

barts disse...

É mesmo feriado civico e pronto :|

Olha aqui
http://www.pch.gc.ca/PROGS/CPSC-CCSP/JFA-HA/prov_e.cfm

:|

Carol disse...

Uai, eu não disse?

Só porque é ridículo não quer dizer que não é verdade.

Por exemplo: tá cheeeeio de homem aqui usando mullet e camiseta regata com camuflagem de exército tirando a maior marra, achando que está abafando. É ridículo, mas é a pura verdade.

Eu concordo que bastava ter inventado o "Dia do Mullet" ou um desses feriados amorfos como tem em outras províncias, tipo "Heritage Day", ou "Dia do Soldado Desconhecido". A gente também não entende por que o Canadá não tem um feriado nacional para lembrar o dia em que eles baixaram o sarrafo nos americanos, incendiando várias cidades costeiras e ameaçando destruir Washington, quando os iânques se renderam e prometeram parar de tentar invadir o Canadá. Seria um feriado divertidíssimo e ajudaria a preencher lacunas e formar mais fins de semana prolongados.

Fica aqui minha sugestão a todos os governantes canadenses que acompanham nosso blog.