domingo, 2 de dezembro de 2007

Neve dá trabalho!

Na noite passada tivemos uma nevasca prematura (um mês antes do período normal). Quando acordamos, havia mais de 10 cm de neve acumulada e os trabalhos na vizinhança (inclusive na nossa casa) já tinham começado.


A lateral da nossa casa:


A Jane (dona da casa) e o Steve (vizinho do apartamento de baixo) juntaram a neve em torno da casa numa grande pilha na garagem. Mas foi só o Gustavo, que está bem forte graças à musculação, que conseguiu ligar o limpador de neve (que depois eu assumi). Assim fomos transferindo a montanha de neve para um canto da rua.


A vizinhança toda estava cuidando da frente das casas e das calçadas, o que levou a manhã toda.


Missão cumprida!


O Gandalf estava curiosíssimo com a neve, então o chamamos para ajudar. A curiosidade durou uns 30 segundos e ele correu resoluto para dentro de casa. Esse negócio de trabalhar no frio é coisa de bípedes inferiores! (Aliás, a Mafalda nem quis chegar perto da porta e passou a manhã toda na cama -- e a gente ainda diz que ela é burrinha...)


Findo o trabalho, saímos para dar uma volta a pé, enquanto os vizinhos se atolavam e lutavam para tirar os carros da neve. A neve está meio molhadinha, perfeita para fazer bolas com crostinha dura por fora. Lembramos do Calvin, é claro.


Só as ruas principais estavam transitáveis. As calçadas, nem tanto. É uma aventura se desviar das pás, dos assopradores de neve, das montanhas de neve e das placas de gelo.


Sim, é pitoresco, romântico e tal, mas espero que não neve com muita freqüência, porque não é sempre que podemos passar a manhã toda fazendo montanhas.

Mas a turma que vem para cá e estava exigindo um Natal branco não vai poder se queixar. Parece que vai cair bastante neve daqui para a frente.

4 comentários:

Salsas disse...

"mas espero que não neve com muita freqüência, porque não é sempre que podemos passar a manhã toda fazendo montanhas."

Uhmmm.....sei não.

;)

Gus disse...

Pois é, acho que não depende muito da gente, né?

Anônimo disse...

Sempre neva em novembro. Não teve nada de extraordinario nisso.

Carol disse...

Bom, todo mundo que mora aqui há anos nos disse que raramente neva em novembro, e quando neva é tão pouquinho que nem acumula. Aliás, a cidade toda foi pega de surpresa. 600 batidas de carro num só dia não é exatamente rotina.

Fora que este blog não tem nada de extraordinário mesmo. São dois brasileiros falando obviedades sobre Toronto. Coisa de subdesenvolvido mesmo.