sábado, 29 de dezembro de 2007

Cervejinha canadense I

É o Gus;

Hoje fomos dar uma volta no Distillery District, com o povo do Brasil. O Distillery District é um conjunto de prédios de uma antiga destilaria que foi transformado em centro de entretenimento, com restaurantes, lojas, galerias, espaços para exposições, etc.

Há também uma mini-cervejaria, chamada Mill St., onde você pode comer e comprar as cervejas produzidas por eles. Resolvi entrar para dar uma olhada. Eles têm uma lojinha onde você pode degustar 4 tipos diferentes de cerveja antes de decidir o que comprar.

Estava experimentando quando apareceu um sujeito com cara de mané do meu lado e ficou olhando. A vendedora perguntou:

Vendedora: Você quer provar alguma?
Mané: Não sei...
V: Você não paga nada.
M: Ah, mas é que eu sou dos Estados Unidos e a cerveja de vocês é um pouco forte.

Bom, é melhor ele realmente voltar para lá e tomar uma 'cerveja' de milho no intervalo do jogo de baseball.

2 comentários:

daniduc the dude disse...

Opa, é o dani (ducs em amsterdam). Fiquei exilado no BR por um par de meses (burrocracias de visto) agora no começo do ano e fui afogar as magoas num pub com amigos. Lendo o cardápio, organizando as cervas por país de origem, eu solto um comentário sem noção:

- Canadá?! E Canadense sabe fazer cerveja??

Rapaz, a garçonete ouviu e ficou indgnada:

- Mas como não? E muito boas! No nível dos belgas!

Ai me invoquei. Boas assim? Ahã, segundo ela. E me recomendou uma, cara pra c. Mas, hey, era afogamento de mágoa, que diabos, pedi. Por falar em diabo, vinha com um no rótulo. Maudite, chamava, feita em Quebec.

Cara, não sei se você já experimentou, mas mano... é *boa*. Mesmo. Não tenho idéia de quanto custa por aí, mas eu te digo que vale. Se experimentar, depois me conta se gostou também, ou se nhé, mais ou menos, tem bem melhores. hmmmm, será que a KLM voa pro Canadá??

Carol disse...

Oi, Dani.

Pois é, nós também tivemos essa surpresa (pra lá de agradável) de que aqui tem uma quantidade imensa de cervejas locais excelentes. Tem umas ótimas de Ontario e de Quebec (aliás, no Quebec é difícil achar qualquer coisa ruim, no sentido alimentar).

O Gustavo de vez em quando explora a Bier Store e vai descobrindo marcas novas. Dia desses peço para ele listar as melhores que já conheceu.

E bom, se vocês vierem visitar o Rafa e a Erika, a gente marca uma cerva-tour.