quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Retrospectiva 2013

(Carol reportando)

Os últimos meses de 2012 foram muito difíceis para nós. 2013 já começou com o pé direito, pois meus pais vieram passar as festas de fim de ano conosco e tivemos lindos encontros de Natal e Ano Novo com nossos amigos fiéis daqui, além de viagenzinhas para Prince Edward County e Stratford.

Foi um ano de autoconhecimento, com muita reflexão e longas conversas. Decidimos ser mais ativos na busca da nossa própria felicidade, fazer mais do que gostamos e passar mais tempo com quem nos faz bem. E, apesar de ser um ano que também trouxe suas dificuldades e angústias, também tivemos muitos momentos memoráveis.

Em junho eu comemorei 40 anos, e foi inesquecível. Eu queria convidar tanto o nosso grupo de "brasileiros e assemelhados" quanto o pessoal do tênis/squash/clube do livro aqui do bairro, mas seria gente demais aqui em casa. Então eu escrevi para algumas pessoas daqui pedindo sugestões de lugares que permitissem fechar um ambiente separado para a festa. Só que ou havia um custo fixo ou uma conta mínima muito alta, então não estava fácil encontrar um lugar. Nisso, a Cathie e o Geoff, um casal muito bacana desse grupo aqui do bairro, ofereceram fazer a festa na casa deles, já que tem um quintal grande com um deck espaçoso. Nós não temos muita intimidade com eles e ficamos recusando para não incomodar, mas eles insistiram e nos convenceram. No fim, ficamos em vinte e poucas pessoas, todo o nosso grupo mais próximo e querido, reunido ao ar livre num dia lindo de junho. Cada um levou  um petisco, a Cathie ofereceu o bolo (que ela decorou e me remeteu aos meus aniversários infantis com os bolos temáticos da minha mãe) e o Geoff fez um franguinho grelhado na churrasqueira. Foi um dia maravilhoso, que me mostrou que fazer 40 anos foi a melhor coisa que podia ter me acontecido no dia 16 de junho :-)

Em agosto, passamos um fim de semana em Niagara-on-the-Lake com a Gina e o Bob. O tempo estava lindo e curtimos a cidade e as vinícolas, além de um Bed & Breakfast simpático e só para a gente, e assistimos a uma peça de Oscar Wilde no festival de teatro. Numa das vinícolas, acabamos dividindo a associação a um clube de vinho, que inclui vários descontos e privilégios num grupo de vinícolas de lá (a degustação que fizemos, uma "aulinha" de uma hora, saiu de graça para nós quatro) e uma vez por mês faz chegar uma caixa com duas garrafas de vinhos que não são vendidas fora da vinícola, além de receitas para harmonizar. Então agora temos o compromisso de nos encontrarmos uma vez por mês para tomar um porre degustar os novos vinhos.

O Gustavo e eu também ganhamos ingressos para a Roger's Cup, este ano com o torneio feminino aqui em Toronto, e passamos uma tarde lá, assistindo a vários jogos. Foi muito legal!

Finalmente, em setembro conseguimos realizar nosso sonho de fazer uma viagem à Europa. Aproveitamos um congresso de tradução audiovisual em Dubronik, na Croácia. Passamos um fim de semana em Paris na ida e outro na volta (encontrando meus pais, o Diego e a Tamara no primeiro fim de semana), e no meio visitamos Dubrovnik, onde encontramos o Sasha e a Candice, e viajamos juntos de carro para Sarajevo, passando por Mostar. Depois do congresso, ainda paramos só umas horinhas em Zagreb, de novo com Sasha, Candice e também uma amiga do Sasha, a Matea, e o filho. Foi uma viagem perfeita e inesquecível, e antes mesmo de voltamos já estávamos fazendo planos para uma próxima viagem, pela qual não queremos esperar tanto tempo quanto a primeira. A Croácia e a Bósnia ganharam um cantinho especial no nosso coração, com uma história tão rica, um povo tão aberto e simpático e uma gastronomia tão simples e maravilhosa.

Eu também bati o recorde de atividades voluntárias este ano. Após uns 5 anos ajudando semanalmente no asilo aqui perto de casa, eu deixei de ser voluntária regular lá (agora só ajudo em eventos especiais) e acabei trabalhando também no Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), onde fiquei cuidando da biblioteca de filmes do festival à qual os membros da imprensa têm acesso. O nosso "pagamento" é feito na forma de vouchers que podemos trocar por ingressos, então o Gus e eu assistimos a alguns filmes. Um deles foi "Faroeste Caboclo", cujo diretor, René Sampaio, é meu cliente de tradução há vários anos. Então fomos assistir ao filme e encontrar o René e o elenco também. De brinde, eu vi meu nome na telona ;-)




Depois, em outubro, trabalhei no Festival de Filmes Brasileiros de Toronto, o BRAFFTV. Este ano, além do festival teve um congresso sobre novas mídias na Universidade de Toronto, e fui lá que eu ajudei como revisora de textos e cuidando das redes sociais do evento. Foi um evento muito interessante, e a experiência com a equipe do BRAFFTV foi sensacional. Ao contrário da operação gigante que é o TIFF, que conta com uns dois mil voluntários, o BRAFFTV tem uma equipe minúscula de gente muito bacana que se desdobra para fazer tudo! Acabei criando bons laços com o grupo. E esse congresso foi na capela (transformada em auditório) do Victoria College da Universidade de Toronto, um lugar lindíssimo, ainda mais no outono.










Finalmente, o projeto voluntário que achei mais legal: uma agência de traduções daqui de Toronto, que é meu cliente há vários anos, apoiou um projeto beneficente cuja ideia era reunir receitas de cozinha de tradutores e intérpretes que imigraram para o Canadá, provenientes de outras culturas. Eu me candidatei a dar uma receita -- pão de queijo feito com os ingredientes que conseguimos aqui -- e fui entrevistada pelo Oláguer, jornalista que também foi voluntário nesse projeto. O objetivo não era só registrar a receita, mas transmitir também a minha história por trás dela e a forma de contá-la, examinando um pouco essa interseção entre culturas e línguas com que nós, tradutores, convivemos o tempo todo. O papo com o Oláguer se estendeu, e poucos dias depois lá estávamos eu e o Gus na casa dele e a Claudia e mais um casal de brasileiros, a Sonia e o Georges, compartilhando petiscos brasileiros e venezuelanos.

Além de fazermos mais amigos que têm tudo a ver com a gente, no finalzinho do ano o livro foi publicado, com receitas maravilhosas de todos os continentes. E o meu pão de queijo saiu na capa! Feito por mim, na casa do Oláguer, fotografado pela Sonia. O livro se chama "Food for Language", que também tem um site. Participar desse projeto inusitado foi uma das melhores surpresas de 2013. Agora quero comprar vários exemplares (aproveitando para ajudar a cozinha comunitária que o projeto apoia) para mandar para amigos e parentes.





Além disso, eu fui ao Rio três vezes, em fevereiro, julho e dezembro (nesta última o Gustavo também foi e passamos o Natal com a família toda). E também teve muito trabalho o ano todo, mas também muitas atividades culturais -- concertos, shows e até uma peça combinada com ópera, estrelando John Malkovich --, muita gastronomia, muito tênis e squash e pedaladas e corridas -- incluindo nossa primeira corrida beneficente de 5 km. (Acho que fica explicado por que não tivemos muito tempo de atualizar o blog, né?)

Foi só chegando perto do fim do ano que eu notei que tudo o que este ano trouxe de bom -- e foi MUITA coisa, agora que fui fazer uma listinha só dos destaques -- foi junto a amigos especiais, que são muitos mais e muito melhores do que nunca! E perceber que temos tantos amigos também nos fez perceber o quanto as nossas raízes se aprofundaram aqui em Toronto. Nossa maior vontade em 2014 é justamente passar mais tempo aqui, na nossa casinha e com nossos amigos. E já nos primeiros meses vamos receber a visita de dois casais queridos lá do Brasil!

Fecho com uma amostra dessas atividades todas. Adeus, 2013!

Esperanza Spalding no Massey Hall

Time campeão da liga de squash, categoria D

Keriwa Café, de inspiração aborígene canadense

Jardim botânico de Toronto

Orquestra Sinfônica de Toronto no Roy Thompson Hall

Terroni, restaurante italiano em antiga prisão

"Giacomo Variations"

Toronto Challenge 5k

Casa nova da Bianca & Adam

Exposição de Ai Weiwei

TIFF

Café bósnio

Exposição sobre Deus David Bowie no AGO

No Pantheon com Georges, Sonia, Claudia & Oláguer

O gatão e o gatinho

Encontrinho de fim de ano: Kelly, Ellie, Bob, Bianca & Gina

Aniversário da Carol

All you need is love!
Love is all you need!

6 comentários:

Melissinha disse...

Simplesmente ADOREI o vosso ano! Que 2014 vá na mesma linha, Carol.

Carolina Alfaro de Carvalho disse...

Espero! :)

Monica Reis disse...

Que legal! Como faz para comprar o livro de receitas, Carol? Adorei a ideia! Feliz 2014 com mais projetos bacanas!

Carolina Alfaro de Carvalho disse...

Monica, a organizadora está de férias e ainda não consegui descobrir como comprar (devia ter essa informação no site, né?) Mas vou descobrir e comprar vários e aí mando para quem quiser.

Daniel Estill disse...

Olha a coincidência: começo a ler este post e na rádio JB começa a tocar Bowie com Pat Metheny: This is not America. Indeed, it's Toronto. Beijos ;).

Carolina Alfaro de Carvalho disse...

Coincidência?

;-)