sábado, 15 de agosto de 2009

Dicas para ser hype em Lachute, QC

Oi pessoal,

enquanto não voltamos da viagem e não contamos um pouco mais da viagem, ficam algumas dicas para aqueles maiores de 40 anos (homens ou mulheres, sem qualquer distinção de raça, cor ou credo religioso) que querem ser hype e estarem na moda em Lachute, Quebec:

(a) deixe o cabelo (ou barba, se for o caso - isso também vale para homens ou mulheres) crescer; não pinte, deixe a cor (ou o branco) natural. Faça um rabo de cavalo;
(b) faça umas tatuagens evocando temas fortes, como "eu amo minha esposa", "eu amo minha mãe", ou "dama de ferro", mas com muitas rosas, espinhos, correntes, e tal;
(c) compre a motocicleta de estilo chopper mais barulhenta e maior que tiver na loja. Nada de "Orange County Choppers" e outras que aparecem em reality shows na tv; a moto tem que ser "de raiz", tradicional. Harley Davidson é obrigatória, mas umas Kawazaki imitando modelos antigos, e até umas BMW, também servem, desde que você não as ostente muito;
(d) esteja na moda: para homens, calça jeans, botas, camisetas "mamãe eu sou forte", no máximo uma jaqueta de couro da Harley - devidamente aberta no peito. Umas correntes de prata também compõem o visual. Para mulheres, tudo igual, com uma camiseta bem apertada, sem sutiã, claro.
(e) o capacete deve ser preto, imitando modelos antigos; modelos neo-góticos imitando capacetes militares prussianos da primeira guerra mundial também são permitidos (pela galera, provavelmente não pela polícia, mas tudo bem);
(f) chame seus amigos e ande em grupos; o mínimo permitido é de duas motos. Quanto mais motos juntas, mais barulho, e mais "hypeness";
(g) enquanto anda de moto pelas estradinhas rurais de Lachute, cantarole baixinho "Born to be wild" do Steppenwolf e imite os personagens do filme "Easy Rider".

Voilá. C'es tres hype. Ou algo assim, afinal não deu tempo de aprender francês estando apenas 5 dias em Quebec.

3 comentários:

Bia Castro disse...

Hahaha, tá falando sério?! Fotos, fotos pra mostrar isso.
Parece um lugar legal pra morar quando for mais velha.

Abraços..!

Patrique disse...

Eu ia dizer a mesma coisa: quero fotos dessas coisas!!!

Gus disse...

HAHAHA!

Bia e Patrique,

infelizmente, não tiramos fotos! Pode parecer lenda, mas a verdade é que paramos em Lachute por acaso, para fazer um piquenique, e nos surpreendemos com a quantidade de motoqueiros na cidadezinha - muitos paramentados como descrevemos acima. Havia verdadeiras "carreatas", uma delas com mais de cem motos (parei de contar quando chegou a cem) e escolta policial. Bem divertido até, o pessoal muito tranquilo. Acho que é o efeito do verão... e Quebec é conhecida no Canadá pelos grupos de motoqueiros, incluindo tanto o pessoal da paz e os nem tanto...