segunda-feira, 9 de março de 2009

O peixe mais fácil do mundo

Hora de mais uma receita.

Outro dia o Gustavo chegou em casa com quatro filezões de haddock que estavam baratos no supermercado.

Ontem eu não estava muito inspirada e não queria fazer nada complicado. Decidi fazer um prato "rústico", meio que nem o Jamie Oliver faz, daquele jeito que parece superfácil.

E é.

Em uma assadeira forrada de papel alumínio, pus dois filés (já vieram limpos, tudo bonitinho). Fui jogando por cima: batatinhas inteiras (de casca vermelha, adoramos), champignons frescos, uma cebola grande cortada em oitavos, duas cenouras cortadas em nacos grandes e alguns aspargos frescos (só tirando a parte mais grossa da base).

Então, por cima de tudo: bastante flor de sal, mix de pimentas raladas na hora, tomilho, alecrim e azeite.

Quando o Gustavo chegou e viu os nacões de legumes (ele que curte cortar tudo em pedaços pequenos e bonitinhos), foi logo falando: "Nossa, peixe à Mega Bloks!"

Beleza, então. Peixe à Mega Bloks.

Fechei tudo em alumínio e pus no forno médio durante 25 minutos. Em forno a gás, seria bom abrir o alumínio uns 5 a 10 minutos antes (o forno elétrico resseca bem mais a comida).

Ficou absolutamente delicioso. Os legumes assim meio grandes ficam muito saborosos, o haddock também não precisa de muita coisa para ficar bom. Ridículo de fácil. E se você der um nome mais metido à besta, como "Haddock à Provençal", impressiona.

4 comentários:

Patricia E. disse...

Oi, Carol!!!
Amei a receita. Parece uma delícia. Será que funciona com tilápia. Estamos num momento tilápia aqui em casa. O problema é que não sei cozinhar peixe, então é sempre um drama o que fazer com as postas de tilápia. Falta criatividade. Se tiver mais dicas, pode mandar. Ah, dúvida básica: que temperinho você colou no peixe?

Beijos e saudades!

Carol disse...

Oi, Pat!

Claro que funciona com tilápia. A gente também usa muito aqui. É um peixe muito neutro, combina com qualquer coisa.

O tempero é esse que eu falei: sal (a gente usou flor de sal), pimenta, tomilho, alecrim e azeite. Não temperei o peixe antes, foi como veio ao mundo mesmo.

Beijo!

Tiqx disse...

As cenouras da Carol sempre cortadas na diagonal!

Carol disse...

SEMPRE! É o único jeito aceitável de cortar cenoura.

Eu também sempre tenho aquelas cenourinhas-bebê para saladas. Adivinha como eu corto elas, adivinha? Na diagonal perfeita, de ponta a ponta.

E adivinha como devem ser cortados os sanduíches?

:-P

(Ah, agora o Gus aprendeu a cortar a cenoura na diagonal também. Tão bonitinho!)