quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Pesadelo

É o Gus:

essa noite eu sonhei que tinha terminado o doutorado em ciência política e começado outro, agora em sociologia.

Acordei assustado.

Nada contra sociologia, claro. Mas se eu quiser passar por tudo novamente... pode me internar e me dar aquele remedinho para eu conseguir pensar melhor na vida. Já consigo até imaginar:

Carol: Mas Gus... outro doutorado?
Eu: Amor, você não entende... são as vozes... as vozes... preciso fazê-las parar.. arghhh! [sai correndo para se matricular no curso].

3 comentários:

Patrique disse...

É o sonho recorrente de todo mundo nessa fase.

Um amigo meu tá no fim do mestrado, e já sonhou que o laptop quebrou, que o pai pegou o laptop e jogou no chão, que ele foi pra defesa sem o arquivo, essas coisas!

Carol disse...

Os sonhos do Gustavo sempre são até que bem próximos da realidade, quer dizer, quase sempre envolvem sala de aula, alunos, arquivos, essas coisas. Nem precisa de Freud para explicar. O que acho sintomático é que, nos últimos dias, toda noite ele tem um sonho, mas antes disso passou anos sem sonhar (ou sem lembrar).

O de hoje é que foi maneiro (adoro sonhos sem pé nem cabeça): ele estava numa imensa fila de seleção para a tripulação de uma imensa estação espacial, candidato a trabalhar num hedge fund (pois é, isso mesmo, muito importante numa estação espacial), mas era recusado porque não tinha carro.
:-D

Gus disse...

Vai saber o que se esconde nesse meu subconsciente.