sábado, 6 de outubro de 2012

Mais cervejas

Oi pessoal, é o Gus:

Faz algum tempo que não escrevo nada por aqui. Para quebrar o bebum (quer dizer, o jejum), queria fazer um post rápido com algumas cervejas canadenses e importadas que andamos experimentando por aqui.

Em Ontario e em Quebec há cervejarias excelentes. Para mim, a melhor cervejaria é a Unibroue, de Quebec. As cervejas produzidas pela Unibroue são simplesmente fantásticas.

A minha preferida é a Maudite, uma cerveja avermelhada forte, mas muito saborosa. A Trois Pistoles é ainda mais forte. Ambas são bem alcóolicas, passando os 8%, mas valem à pena.


A Ephémére é uma cerveja da Unibrue produzida apenas no outono, Eles adicionam maças na produção da cerveja e o resultado é delicioso.


Recentemente, descobrimos a Great Lakes, uma cervejaria artesanal aqui em Toronto que produz umas cervejas boas, mas bem diferentes. Uma delas, também feita no outono, leva abóboras na producão. O resultado é estranho mas saboroso, com forte aroma da abóboras e um gosto adocicado na boca. Infelizmente, não tiramos uma foto. Mas tirei de outra cerveja da Great Lakes, a 666. Boa cerveja, tipo pale ale, mas espero que a ressaca também não seja do demo... não, mas ela é gostosa e não é muito alcóolica.

 

Também descobrimos uma outra cervejaria artesanal aqui de Toronto, a Black Creek. Experimentei uma cerveja de outono também com abóboras, mas o resultado é bem inferior à da Great Lakes. Bem, valeu a experiência.

 

 A Mocha Porter foi outra ótima descoberta. Uma cerveja escura saborosa à qual é adicionada café. O resultado é muito bom... é uma das combinações preferidas da Carol (tradutora viciada em cafeína é um caso sério ;) ).


Na categoria importadas, temos tomado boas cervejas européias, mas algumas foram bem especiais. Recentemente experimentamos a tradicionalíssima belga Chimay. Já virou uma das minhas favoritas (tá, tudo bem, há várias favoritas. Parece coração de mãe, mas é barriga de gordo mesmo: sempre cabe mais uma).

 


Outra boa experiência foi a tradicionalíssima Framboise, feita a partir de cerveja lambic e à qual são adicionadas framboesas. Tomamos esta aqui, a Mort Subite, em um bar especializado de Toronto. Estávamos à procura de uma framboise desde que a Carol traduziu o guia de cervejas...



Finalmente, há uma cerveja escocesa que também decobrimos no guia e que virou uma das minhas favoritas (tá, mais uma). É chamada Innis & Gunn. O toque especial fica por conta do envelhecimento: ela é envelhecida por alguns meses em barris de bourbon. O resultado final é incrível. Ao lado da Innis tiramos uma foto de uma cerveja escura de tipo pale Ale chamada India Ink, produzida em uma cervejaria de Oakville, a Trafalgar. Razoável, mas não incrível.


É isso. Tiraremos mais fotos quando descobrirmos outras cervejas interessantes...


2 comentários:

Patrique disse...

Já pesquisei e achei essa Innis & Gunn no mercado aqui do lado de casa. Já inclui na lista de compras!

Gus disse...

Ela é boa! :)