quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O mico da Carol, ou o ataque dos esquilos psicopatas

Ontem à noite caiu uma neve fofíssima, e hoje voltando do asilo eu passei pelo parque e decidi filmar aquele cenário silencioso e pacífico. Nessa época do ano os esquilos fazem qualquer negócio por comida, então também é uma ótima ocasião para filmar esses seres fofinhos.

Exceto quando eles não são fofinhos, mas zumbis sociopatas que decidem que, na falta de amendoins, sugar os seus olhos também serve! Um esquilo começou a pular em mim, cravando as unhas afiadíssimas na minha coxa. A câmera ficou ligada, mas não dá para ver muita coisa. Basicamente, a cada vez que eu faço um ruído tipo "Urgh!" é porque o esquilo do demo estava se agarrando em mim. O último ruído foi um movimento brusco que eu fiz para assustá-lo, quando ele estava a ponto de me escalar outra vez. Eu sei lá o que ele queria, talvez só um abraço natalino, mas vai que esses bichos têm raiva ou algo pior? Eu, hein.

Na hora, eu pensei "Ainda bem que não tinha ninguém olhando enquanto eu me debatia com o esquilo." Mas depois, ao assistir o vídeo, confesso que achei engraçado e decidi assumir esse MICAÇO publicamente. Tipo, eu e aquele australiano dos crocodilos, nos sacrificando para que os habitantes da cidade conheçam a vida selvagem.

Divirtam-se!


video

22 comentários:

Lorena Leandro disse...

Chorei de rir, Carol! Está muito Bruxa de Blair com a sua respiração de fundo e as corridas! hahaha

Gus disse...

hahahahaha

Mas o Bruxa de Blair pretende ser um filme sério. A filmagem da Carol está mais para um filme dos Trapalhões...

;)

Carol disse...

Pô, eu quase morro e vocês me sacaneiam!

Hehehe que nada, estou tendo acessos de riso até agora!

(O pior é que eu ia fazer um filme fofo-quase-brega, acabou virando um Bruxa de Blair tosco. Acho melhor eu repensar minha carreira como documentarista...)

Daniel disse...

Você não soube ler os sinais. Na verdade, você invadiu o solo sagrado de um antigo cemitério dos esquilos, deu para ver pelas marcas nas árvores.

Lembra do esquilinho do imperador Kusco? Criaturinhas dissimuladas e perigosas...

Thays Mielli disse...

Terceira vez que tento comentar.

Esse blogger não gosta do meu wordpress.

Mas vamos lá.

O vídeo está sensacional, gente! O esquilo tirou a sua luva? Eu fiquei com a impressão de que ela caiu no chão ali no começo do vídeo.

E estou sempre pra te perguntar isso e esqueço: Gandalf e Mafalda já toparam com um desses fofuxos passeando por fora da casa?

beijos pra vcs!

Anônimo disse...

Oi Carol: hahaha, assistimos, em avant- premiére, a cenas do "thriller"(é assim que se escreve?) "A Volta dos Esquilos Assassinos". Bem, se não foi isso, então eles te confundiram com um carolinetone. Beijos. Celso.

Pricila Reis Franz disse...

Carol, esses esquilos vão dominar o mundo, você vai ver só! :P

Ficou muito engraçado o vídeo. :D

Min disse...

RUN, FORREST, RUN!

kkkkkkkkkkkk

(ou "nos olhos dos outros é refresco".

Carol disse...

Thays,

Ele pulou primeiro na minha mão. Eu sacudi a mão para me livrar dele, mas como ele estava agarrado (e que unhas!), ele voou levando minha luva junto! Aí ele veio direto na minha perna, agarrou na minha coxa. É muito surreal, são bichos que normalmente não chegam tão perto. Já fui lá com amendoins na mão e ainda assim eles são cautelosos e não se deixam ficar ao seu alcance. Eu não tinha cheiro de comida nem nada, não consigo imaginar o que ele queria no meu colo! (E fiquei com uns 3 arranhadinhos na coxa, e isso que estava com long-john por baixo da calça!)

Meus gatos nunca se depararam com um esquilo assim, frente a frente, mas através do vidro (da porta e da janela) sim, várias vezes. A Mafalda fica fascinada. Já a peguei no flagra na porta de casa (no verão, com a porta só de vidro) fazendo contatos imediatos com um esquilo, se observando mutuamente. E ela adora fica vidrada quando os vê no jardim.

O Gandalf não liga para outros animais - exceto quando os guaxinins escalam as árvores que ficam em volta da casa ou brigam no jardim, porque fazem um estardalhaço. Ele não dá a mínima para cachorros, esquilos, nada. Só se importa com gente.

Os cachorros adoram correr atrás de esquilos. É uma cena comum nos parques, os cães se divertindo atrás deles e os esquilos subindo nas árvores.

Eu lembrei que, há MUITOS anos, quando fui com a minha família para o Colorado, num belo parque nacional eu fui atacada por um veadinho. Tinha uma ração que a gente podia dar para eles, mas um ficou bravo comigo e, com aquela carinha meiga de Bambi, ficou em pé nas patas traseiras e me deu um chute duplo com as mãos, na barriga. E minha mãe estava filmando! Agora o Gustavo anda dizendo que eu tenho uma aura maligna que faz com que todos os bichinhos meiguinhos virem monstros! Eu mereço...

Daniduc disse...

A Carol, desculpa, mas também depoois do que você disse pro esquilo (em 1;28), né.. por muito menos o Materazzi levou uma cabeçada do Zidane!

Gus disse...

Oi Dani,

foi chamar o esquilo de maluco, foi isso que deu... hehehehe

Mas é verdade, acho que a Carol tem uma aura maligna que, ou transforma os bichinhos fofos e meigos em monstros, ou os deixa furiosos. Sei lá. Mas para a Carol, só vale mesmo a música dos Titãs, Bichos...

Maria Elena disse...

Eu acho que os bichinhos pensaram que era época de "gostosura ou travessura". Moral da história: sempre sair com o bolso cheio de biscoitos e atirá-los bem longe!

Daniduc disse...

Opa gus... não, não foi essa hora, to comentando quando falou com eles em língua de esquilo, vê lá em 1:28 de vídeo. Aquilo não se diz...

colinamaisproxima disse...

Fiquei imaginando demais a Mafalda namorando o fufuxo! Acho curioso eles não terem medo.

Aqui, o Zeca, que nunca tinha visto um cachorro, quando teve contato com um, foi todo feliz cheirar, no primeiro pulinho de alegria do cão, ele saiu correndo em pânico e nunca mais chegou perto de um.

E realmente, Carol, isso não é coisa que se diga pra um esquilo hahahaha morri de rir aqui!

Daniel disse...

Num tô dizeno:

http://br.olhares.com/esquilo_do_cemiterio_foto2773860.html

Reparem no olhar de maldição do bichinho fofo.

Há que se perceber os sinais... Os sinais!

Volte lá com uma oferenda às almas dos ancestrais esquilos para que elas não venham te assombrar. Aproveite, e faça uma oração pelos veadinhos nervosos também.

Gus disse...

Dani,

a Carol achou que estava se comunicando com os bichinhos. Dá p/ ver que dois deles passam longe, meio ressabiados, devem ter pensando: "quem é essa maluca xingando a gente em público? Melhor não dar bola e fingir que eu não vi..." Mas teve um que não perdoou mesmo, e resolveu partir para cima...

Carol disse...

Hahaha Daniel, essa foto está genial! Claramente foi esse zumbi aí que me atacou.

Pois é, eu mandei uns beijinhos para eles, querendo dizer "Vem cá, esquilinho fofo, posa para a câmera!", mas claramente devo ter xingado a mãe de alguém...

Bruno disse...

Ainda bem que não era um coelhinho branco!

Anônimo disse...

Oi,Carol. Ha,ha,ha. Esse seu blog deve ser o maior sucesso internacional. Há muito tempo não vejo algo tão divertido. Mas acho que o Gus tem razão: existe alguma coisa em você que transforma bichinhos inocentes em monstros malévolos. Até os veadinhos!!! Bem, de certo, mexer com veadinhos geralmente dá confusão. Cuidado. Beijos (em você, não nos veadinhos). Celso.
P.S.: terei sido politicamente incorreto?

rbp disse...

"Eu hein, vou sair fora...

CARACA!"

LOL :D

Gus disse...

Hahahaha

Bruno, se fossem coelhinhos brancos, não tinha sobrado nada da Carol.

Aliás, ela anda tão traumatizada, que sempre que cruza com um esquilo na rua, atravessa para o outro lado. E no parque ela só vai armada ;)

Natália disse...

A continuação pra aquele filme "O ataque das vespas mutantes" que é "O ataque dos esquilos mutantes"