quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Telemarketing ao contrário

O telemarketing aqui pega muito mais leve do que no Brasil. Bom, é verdade que ajuda o fato de estarmos aqui só há um ano e não termos mil cadastros espalhados por aí. As ligações poderiam ser ou do banco (mas nunca ligaram para nos oferecer nada) ou da Rogers, empresa de telefonia/internet/TV onde temos concentrados todos os nossos serviços de comunicação (celulares e internet).

A Rogers nos liga a cada 3 meses mais ou menos, perguntando se queremos assinar o pacote de TV a cabo deles. Digo que não temos TV, fazem voz de pena, me desejam um bom dia e desligam. No começo tentavam nos oferecer linha fixa, mas logo desistiram, até porque a linha fixa está fadada à extinção.

Fora isso, a loja onde compramos os sofás nos manda uns dois folhetos por ano com promoções.

Se já não chega a sensação estranha de não sermos importunados por telemarketing três vezes por dia, hoje a minha sensação de que o sistema aqui é ao contrário aumentou.

Me ligaram da Rogers e eu já estava esperando a oferta da TV a cabo. O cara começou dizendo que éramos "valued customers" blablabla, e eu aqui digitando um e-mail, com o cérebro em piloto automático. Aí ele disse que tínhamos direito a receber um celular novo de graça e eu estava a ponto de dizer "não, obrigada", mas estava com preguiça e fiquei ouvindo.

Em síntese: vamos receber um terceiro celular inteiramente de graça; os três celulares vão se comunicar de graça, ilimitadamente (o terceiro celular vai ficar para nossos hóspedes); nosso plano básico vai subir de 400 minutos para 750 minutos compartilhados entre os três telefones, sendo que de noite e fim de semana é de graça; podemos escolher 5 outros telefones para falar e mandar/receber mensagens de graça; o plano de dados do Blackberry do Gustavo vai aumentar de 7 Mb para 300 Mb; e tem outros benefícios menores como 1000 minutos grátis para ligações à distância e os 3 primeiros meses grátis.

A graça vem agora: por tudo isso, vamos pagar $50 a menos do que pagamos atualmente.

Naturalmente, a essa altura eu já estava prestando atenção e anotando tudo. Quando ele me perguntou se eu tinha alguma dúvida, perguntei o que eles ganhavam com isso. Simples: renovamos nosso plano por 3 anos com eles. Quando chegamos aqui, assinamos um contrato de 3 anos pois com isso o preço dos aparelhos caía incrivelmente. Agora já passou um e, neste ano, a concorrência invadiu o Canadá (antes protegido) e por todo canto há propagandas de outras empresas de celulares. A Rogers quer garantir que ficaremos com ela mais 3 anos (a cada 12 meses podemos trocar de aparelho), pagando $600 a menos do que no ano passado.

Vou ficar esperando o dia em que eles vão me oferecer uma TV de graça para poder ter a TV a cabo deles...

Moral da história 1: Eu adoro telemarketing ao contrário!
Moral da história 2: Eu AMO concorrência!

4 comentários:

Bianca Bold disse...

hahahaha.. por essa eu não esperava! Pra mim, que só tenho pré-pago, nada dessas regalias. :(

Roney disse...

Sou cliente especial da Oi, quero comprar um smartphone e pacote 3G. Perguntei que seria algum desconto na compra do aparelho... Nhaaa!!

Um dia a gente chega lá... Talvez no dia em que a Rogers te oferecer 30m para vc apresentar seu programa gratuitamente desde que assine 3 anos da tv a cabo deles ;)

Anônimo disse...

Gostei muito da parte referente à oferta de celulares para os hóspedes. Creio que o Tio Jojoba também vai vibrar. Aquele que vocês sabem quem é.

Daniduc disse...

quedé vocês? tamos com saudades :)